Outubro Rosa – Saiba mais sobre essa campanha de prevenção

Você, em algum momento, já deve ter ouvido falar do outubro rosa. Trata-se de uma campanha de prevenção contra o câncer de mama. Explicaremos melhor abaixo.

Se você se interessou pelo assunto e pretende entender melhor do que se trata – você pode ajudar alguém próxima a você – confira mais informações sobre a história desta campanha, o que é o outubro rosa, seus objetivos e muito mais.

História

Ao contrário do que acontece na maioria das vezes, o outubro rosa não foi criado por uma pessoa.

Pode se dizer que ele surgiu graças a uma instituição. No ano de 1990, a Susan G. Komen Breast Cancer Foundation organizou um evento chamado “Corrida pela Cura”, na cidade de Nova York, para arrecadar fundos para pesquisa.

Após aquele evento, a instituição não parou de promover essas corridas anualmente em prol da luta contra o câncer de mama.

Já o laço rosa veio um pouco mais tarde, em 1997. Com fim de sensibilizar a população, as cidades eram enfeitadas com laços cor de rosa em locais públicos e durante eventos.

Essas pequenas ações ocorriam em diversos estados dos EUA, sem que houvesse uma só instituição por trás.

A medida em que foi crescendo, outubro foi instituído como o mês de conscientização nacional no país, até que se espalhou para o resto do mundo.

Já no Brasil, a primeira ação do outubro rosa – que se sabe – aconteceu em 2002 no parque Ibirapuera que fica em São Paulo.

No ato, o Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista, mais conhecido como Obelisco do Ibirapuera, foi iluminado de rosa por um grupo de mulheres simpatizantes com a causa.

Essas ações se tornaram mais frequentes em 2008. Várias entidades relacionadas ao câncer de mama passaram a iluminar monumentos e prédios de rosa, deixando clara a mensagem de que é preciso se prevenir.

O que é outubro rosa?

O outubro rosa se tornou uma campanha mundial e mensal, realizada no mês de outubro. Essa campanha de conscientização das mulheres a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentam as chances de uma cura assim, reduzindo a mortalidade.

A campanha é simbolizada pelo laço cor de rosa, que falamos mais a cima.

Como uma forma de contribuição, durante o mês de outubro, diversas instituições, públicas e privadas, disponibilizam exames gratuitos ou com preço reduzido, a fim de encorajar as mulheres a realizar esses exames e tratar qualquer problema encontrado precocemente, visto que, nos estágios iniciais, o câncer de mama é assintomático (que não apresenta ou não constitui sintoma) e responde muito melhor aos tratamentos.

Uma curiosidade – importante e preocupante – é de que o câncer de mama é o segundo câncer mais comum entre as mulheres do mundo inteiro, perdendo apenas para o câncer de pele não melanoma.

De todos os novos casos de câncer a cada ano, cerca de 25% são câncer de mama.

Por isso é importância a prevenção, por isso que é preciso ter conhecimento deste câncer e de como preveni-lo.

Objetivos do outubro rosa

O objetivo principal do outubro rosa é alertar sobre o câncer de mama, informar às pessoas a importância de se prevenir e de fazer os exames no tempo certo.

A conscientização sobre a importância da prevenção deve ser feita constantemente, mas assim como outras causas que conhecemos – como setembro amarelo, por exemplo – é preciso alertar uma parte da população que não sabe a importância desses procedimentos.

Com os exames feitos na época certa pode-se evitar que um câncer inicial se espalhe, podendo ter uma chance de sobreviver.

Descoberto cedo, o câncer de mama tem altas chances de cura. E mesmo assim, a maioria dos diagnósticos são feitos quando já é tarde.

Por isso, estando ciente dos meios de prevenção e dos exames, o pior poderá ser evitado.

Mas, claro que algumas – se não a maioria – das instituições aproveitam o outubro rosa para falar de outros males que podem aparecer no aparelho reprodutor feminino. Alguns exemplos são o câncer de ovário ou do colo do útero.

Câncer de mama – o grande vilão

O Câncer de mama é uma neoplasia maligna que acomete o tecido mamário. Neoplasia maligna é o crescimento anormal, acelerado e descontrolado de um tecido ou uma célula gerando o que chamamos de tumor, o qual pode ser tanto maligno quanto benigno. No caso do câncer é maligno.

É o segundo tipo de câncer que mais atinge as mulheres. Aparece quando há uma mutação genética em alguma célula, que causa uma multiplicação desenfreada de células anormais.

Tal multiplicação forma um tumor que pode crescer muito rapidamente, mas também pode ter um curso lento. Acaba variando muito de caso a caso.

Alguns fatores podem influenciar as chances de desenvolver o câncer, como ter tido a primeira menstruação antes dos 12 anos de idade, não ter tido filhos, ter engravidado pela primeira vez após os 30 anos, não ter amamentado, ter feito reposição hormonal, entre outros.

Há, ainda, fatores ambientais, genéticos e de estilo de vida.

Para que haja maiores chances de cura, o tumor deve ser identificado precocemente.

Exames como a mamografia, que deve ser feita frequentemente a partir dos 50 anos, são imprescindíveis para a descoberta de um câncer que pode ser tratado rapidamente.

Se prevenir é de extrema importância, pode fazer a diferença entre a vida e a morte de uma pessoa.

Reparou que eu disse pessoas e não mulheres? Pois é, homens também podem sofrer desse mal. Confira abaixo mais informações.

Câncer de mama em homens

Sim, o câncer de mama em homens é real. Afinal, os homens também possuem mama. O pior é que a maioria dos homens não conhecem essa informação, o que pode piorar a situação para eles.

Você pode observar os sinais de um possível câncer de mama em homens. Confira:

  • Protuberância ou inchaço, geralmente (mas nem sempre) indolor.
  • Pele ondulada ou enrugada.
  • Retração do mamilo.
  • Vermelhidão ou descamação da pele da mama ou do mamilo.
  • Inchaço nos linfonodos axilares.

Estas alterações não são sempre causadas pelo câncer. Por exemplo, a maioria dos nódulos de mama em homens é causada por ginecomastia.

Portanto, se você notar qualquer alteração nas mamas consulte imediatamente um médico para poder realizar o diagnóstico.

Para avaliar se há a existência de um câncer de mama em homens, podem ser feitos os seguintes procedimentos:

  • Mamografia diagnóstica
  • Ultrassom da mama
  • Ressonância magnética da mama
  • Descarga mamilar

Não deixe de fazer esses exames, câncer de mama mata e deve ser levado a sério, sendo homem ou mulher.

Mamografia

À várias maneiras de detectar o câncer de mama em suas fases iniciais, até antes de começar a apresentar qualquer tipo de sintoma relacionado.

Isso se dá graças a existência de exames como a mamografia, que iremos falar um pouco sobre.

A mamografia utiliza a radiação para conseguir criar imagens de dentro da mama do paciente e, assim, podendo revelar a presença de tumores ainda em seus estágios iniciais – muito pequenos.

Há também a possibilidade de fazer o autoexame. É assim que a maioria das mulheres acabam descobrindo o câncer de mama.

O teste consiste em apalpar as mamas e as regiões próximas à procura de algum caroço.

Mas este método de autoexame só servirá caso o câncer já esteja bem avançado, enquanto a mamografia consegue detectar tumores menores que 1 centímetro (em gráfico inicial).

No autoexame o caroço só pode ser sentido quando atinge 2 centímetros — diminuindo as chances de cura. Ou seja, não espere para sentir um tumor pelo autoexame. Faça a mamografia preventiva.

A mamografia deve ser feita a partir dos 50 anos de idade, a cada 2 anos, até os 69 anos. Mulheres com mais fatores de risco podem necessitar a realização do exame com mais frequência. Consulte seu médico.

Como fazer o autoexame das mamas

Mesmo que a mamografia seja o melhor método preventivo, o autoexame também acaba sendo importante, especialmente para quem não tem acesso à mamografia no momento, o que acontece muito.

Ele deve ser feito uma vez ao mês, cerca de 3 a 5 dias após o primeiro dia de menstruação.

Isso porque é nessa época do mês que a mama está menos inchada e dolorida, facilitando a detecção qualquer alteração. Já nas mulheres que não menstruam mais, o exame deve ser feito em uma data fixa todo mês.

O exame deve ser feito sem blusa e sem sutiã, preferencialmente em momentos nos quais a mulher se sente à vontade, como durante o banho. Isso é pessoal.

Para fazer o exame fique na frente de um espelho e com os braços caídos e relaxados observe seus seios.

Após feito isso, levante os braços e observe seus seios novamente. Coloque suas mãos na cintura, fazendo pressão, e continue observando os seios.

Essas 3 maneiras de observar os seios servem para perceber se há alterações visualmente perceptíveis, como diferenças no tamanho, forma e cor das mamas, além de inchaços, depressões na pele, saliências ou rugosidades.

Palpação

Para fazer a palpação, levante o braço esquerdo, colocando a mão para trás da cabeça.

Com a mão direita, apalpe cuidadosamente a mama esquerda, fazendo movimentos circulares, convergentes para o mamilo, para cima e para baixo.

Pressione o mamilo suavemente e, após feito isso, repita o processo na mama direita.

A palpação deve ser feita com os dedos das mãos juntos e esticados, com movimentos circulares e de cima para baixo em toda a mama, indo também um pouco em direção às axilas.

Depois, é indicado pressionar o mamilo para conferir se não sai nenhuma secreção.

Se, ao apalpar uma mama, você sentir alguma coisa diferente, confira se não há a mesma coisa na outra: às vezes os seios possuem algumas texturas que confundem, mas se estiver presente nas duas mamas, provavelmente não é nada com o que se preocupar.

Outros sintomas

Sentir um nódulo nas mamas é o que muitas acreditam ser o único sintoma do câncer de mama, o que não é verdade.

Embora a doença seja assintomática nos primeiros estágios, enquanto o tamanho tumor não é o bastante para que ele consiga ser apalpado, a medida em que o câncer se desenvolve, vão surgindo outros sintomas.

Sintomas como alterações no formato ou no tamanho da mama, pele com aspecto anormal, semelhante a casca de laranja, vermelhidão, calor e dor, no caso de câncer de mama inflamatório, feridas e crostas na pele do mamilo, coceira frequente na mama e no mamilo, inversão do mamilo/mamilo afundado, liberação de secreções ou sangue pelo mamilo e inchaços e nódulos nas axilas.

Mas isso se trata de sintomas analisados através de autoexame, quando não se pode sentir o nódulo.

Se feito a mamografia preventiva talvez, caso tenha o câncer de mama, você nem chegará a ter estes sintomas. Poderá ser tratado antes disso.

Faça sua parte – ajude esta causa

Espero que este artigo tenha alcançado e conscientizado mais pessoas para que esse mal seja remediado o quanto antes e prevenido. Informação nunca é demais, principalmente quando se trata da nossa saúde e das pessoas que amamos.

Viu como a informação é importante? Muitas pessoas não têm conhecimento nem da metade do que falamos aqui.

Muitos homens, por exemplo, não fazem ideia que podem sofrer desse mal. Que tal você ajudar na luta pela prevenção. Você pode ajudar de diversas maneiras como falando sobre o assunto.

Exibir o símbolo do outubro rosa – a fita rosa – pode despertar o interesse das pessoas em saber do que se trata.

Se você já conhece a causa, e quem sabe até faz parte de algum grupo de prevenção (ou mesmo que não faça mas quer apoiar), que tal adquirir itens personalizados sobre o outubro rosa?

Assim, você está demonstrando apoio há causa e até conscientizando pessoas novas.

Pins personalizados, por exemplo, é uma ótima ideia de exibir a famosa fita rosa. Você pode prender aonde quiser, na roupa, mochila, bolsa, calça, entre muitos outros. Seja criativo.

Aqui mesmo você pode pedir quantos pins você quiser e, se houver interesse, há vários outros personalizados que podem estar sendo exibidos por aí com a fita rosa estampada. Adquira a sua “bandeira” e lute por essa causa justa.

 

Luiz Carlos
Sobre a loja

Botons Personalizados - Orçamento on-line, atendimento e entrega agilizada! Localizado em São Luís do Maranhão, o Botons da Ilha surge com a missão de ser referência no mercado de botons personalizados.​ Um adereço tão simples mas com grande poder de criatividade e comunicação direta.

Social
Pague com
  • Pix
  • Mercado Pago
Selos

Didier Correia Junior 01957285303 - CNPJ: 33.119.711/0001-39 © Todos os direitos reservados. 2022